Bout of Books 10 Read-A-Thon | Balanço

 

Explicação da maratona literária aqui.

Minha primeira maratona literária foi um fracasso. Nem vou dar grandes desculpas, a verdade é que eu não estava muito no ritmo da leitura e fui empurrando o grosso do desafio para o fim de semana – e aí sim, fiquei sem tempo porque de repente, como sempre, aparecem mil compromissos inesperados.

Resumo da meta e resultados (finalizado, em andamento, não iniciado):

Harry Potter e a pedra filosofal, de J.K. Rowling

– Precisamos falar sobre Kevin, de Lionel Shriver

Maus, de Art Spiegelman

– Terra sonâmbula, de Mia Couto

– Os livros da magia, de Neil Gaiman

É verdade que fiquei tão frustrada (mentira, não foi tanto assim, mas deu pra me afetar um pouco) que agora nesta semana até dei um gás. Afinal de contas tem coisas demais que quero ler e que estão me observando da estante, é preciso criar espaços de tempo pra realizar esses desejos literários!

Bom, de qualquer maneira achei interessante a ideia, só uma pena não ter acontecido numa semana tão boa pra mim. Fiquei pensando ainda que não são muito boa em criar metas. Não sei, mudo muito de ideia ao longo do caminho, me distraio com outras coisas. Alguém mais é assim? Por exemplo, eu comecei o “Terra sonâmbula” e, apesar de bom, não estou lá com muita vontade de lê-lo agora. Vejamos que destino dou a ele por enquanto.

 

Anúncios

5 ideias sobre “Bout of Books 10 Read-A-Thon | Balanço

  1. Pingback: Bout of Books 10 Read-A-Thon | Biblioconto

  2. fehtavares

    Oi Olívia, descobri seu blog ao acaso 🙂 E como gostei bastante, ficarei acompanhando!
    Falando em metas, comecei as minhas há cerca de um mês, mas todas são a longo prazo, não me dou muito bem com coisas pra ontem.
    Nunca fui de fazer metas pra leitura, mas por incrível que pareça estou gostando, pois me dá a possibilidade de ler coisas diferentes como poesias, contos e outras coisas que não tenho hábito de ler. Já que normalmente minhas leituras refletem meu estado de humor.
    Me empolguei tanto que estou participando de três o/ , sendo que duas vão até dezembro e a outra termina em 2015.
    Quem sabe uma experiência assim (a longo prazo), não dê certo pra você também. Porque dá uma liberdade maior de escolha e ao mesmo tempo que fugimos de leituras habituais.
    Apesar que algumas leituras sempre serão arrastadas mesmo, estou com três leituras pendentes e que parecem não chegar a lugar algum.

    Beijos!

    Resposta
    1. Olivia Autor do post

      Olá, Fernanda! Essa história das metas é mesmo um jogo de adequação, a gente tem que encontrar o nosso jeito de fazer as coisas. Particularmente acho que não me dou bem mesmo com metas muito restritivas. Estou no desafio do skoob, que estabelece um tipo de leitura para cada mês do ano, e tenho gostado. Posso escolher o que ler dentro daquilo e durante o mês tenho tempo de ler coisas fora do desafio também. Um desafio que não é desafio é também o readwomen2014. Estou apenas prestando mais atenção e tentando ler mais mulheres, pois percebi que praticamente tudo que leio é de homens.
      Muito obrigada pelo seu comentário, fico muitíssimo feliz! =)

      Resposta
  3. fehtavares

    Oi Olívia, então esta é a primeira vez que estipulo metas, mas elas são na maioria das vezes abertas, prefiro ter possibilidade de escolher também. O que achei interessante é que elas me estimulam a ler mais.
    O desafio do skoob eu vi tarde, então optei por não participar. Já o do #readwomen apesar de ter visto novamente em atraso me encantou de tal forma que não resisti.
    Eu reparei a mesma coisa que você, não havia me dado conta antes do projeto de que a maioria dos livros que compro/leio são de escritores. As escritoras são contadas à dedo na minha estante. Fiquei em choque quando reparei. Ô culturazinha machista!
    Agora vou ver como vou encaixando estas leituras, pois já tenho outros livros em atraso pra ler ( advinhe … todos homens)! rs

    Beijos!

    Resposta
    1. Olivia Autor do post

      E aí, Feh, como andam as leituras de mulheres? Eu reparei demais como os personagens sao diferentes, as mulheres especialmente sao muito mais identificáveis. Apesar de termos escritores homens geniais, ainda nao vi um homem conseguir produzir uma personagem mulher que realmente provocasse minha identificação.

      Beijos!

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s